Blog

>
Blog
>

Uma carta de incentivo ao parto humanizado

Recem nascido minutos depois do nascimento
Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Queremos registrar aqui duas histórias de partos muito parecidas.

Taiana e Moana, mulheres lindas e preparadas para o parto.

Se informaram sobre gestar e parir, prepararam seu corpo e sua mente para o parto natural.

Sabiam o que queriam, venceram as inúmeras barreiras existentes aguardando o sinal de seus bebês dizendo: é chegada a hora de vir ao mundo! 


Permaneceram firmes a cada contração, e como são dolorosas não é mesmo? Sabemos bem disso! 


Subiram uma escada imensa, a cada degrau um centímetro a mais de dilatação, cada degrau meninas, já é uma vitória, acreditem!


Deram o máximo de si, chegaram aos 10 cm de dilatação, só não concluíram o expulsivo, mas chegaram ao topo da escada.

Quantas teriam desistido nas primeiras contrações, ou mesmo optado por nem tentar?

Mas isso também não faz delas menos mãe ou menos mulher.

Ninguém sabe verdadeiramente o motivo que leva uma mulher a nem mesmo tentar.

Medo da dor, falta de informação, falta de apoio profissional, falta de apoio familiar, desestímulos externos, preconceito, boatos. São tantas as forças que trabalham contra!

Esses perpasses são os verdadeiros culpados e não a mulher! 


Mas nossas guerreiras Taiana e Moana venceram todos eles.

Entretanto haviam ainda outras guerreiras nessa história, a Sophya e a Manuela.

Elas também sabiam o que queriam, e nem sempre a opção do bebê é o parto vaginal e mesmo após 10 cm de dilatação é preciso parar e repensar o que é o melhor para mãe e bebê.

Assim , no caso das duas, chegamos a uma cesárea bem indicada.

Benefícios

O trabalho de parto mostrou que o bebê estava pronto para nascer.

Favoreceu a produção de hormônios importantes para a amamentação, involução uterina, diminuição do risco de hemorragia, favoreceu a adaptação respiratória do bebê.

Foi respeitada a vontade de mãe e filha.


Taiana e Moana, não sintam-se jamais culpadas, fracas ou coisa parecida. Pelo contrário, foram além do limite.

Foram fortes, determinadas e vitoriosas por ultrapassar tantas barreiras e chegar onde chegaram e que bom que a cesárea existe para casos como o de vocês.


Independentemente vocês trilharam o caminho do parto natural e vivenciaram os dois caminhos para chegar ao tão almejado troféu.

O mais importante o troféu está aí com vocês!


Parabéns nossas guerreiras!

Estamos gratas por termos feito parte dessa história, obrigada pela confiança e carinho. 


Um beijo da equipe puro amor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Parto humanizado

Acompanhamento de parto

Amamentação

Consultoria - casa e online

Informação

Blog e materiais gratuitos

Rede de parceiros

Conheça nossos parceiros