Rebozo: um importante aliado na gestação e parto

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram

O que é o Rebozo?

O rebozo é um acessório mexicano milenar, que auxilia no alongamento e conforto das gestantes, também utilizado no trabalho de parto para aliviar as dores da contração, auxiliar no posicionamento do bebê e promover o relaxamento.

A sua utilização é amplamente divulgada em todo mundo pela parteira mexicana Naoli Vinaver, como um instrumento de resgate a humanização do nascimento. 

Em castelhano, a palavra rebozo vem do verbo rebozar, cobrir-se.

É um xale de algodão, normalmente feito em tear manual e tem o tamanho suficiente para cobrir o corpo da mulher.

É versatil, utilizado também como peça de roupa mexicana (a maioria das mexicanas possui pelo menos um), sendo utilizado pelas parteiras pelos diversos benefícios que oferece.

Rebozo

Ele pode servir como carregador de bebê e também para aplicar técnicas de massagem e relaxamento na gravidez, parto e pós-parto, em várias posições: em pé, sentada, de cócoras, deitada, em quatro apoios.

Enfim, é uma forma criativa e simples de fornecer conforto, acolhimento, calor, vínculo, alívio da dor e sensação de segurança.

Quem pode aplicar o rebozo?

Profissionais que assistem o parto, como enfermeiras obstetras/ obstetrizes treinadas podem realizar aplicação do rebozo durante a gestação, parto e pós-parto com total segurança e com a finalidade que ele se destina. 

Os movimentos realizados são leves e específicos para cada situação. A intenção das nossas ações interfere muito para a aplicação correta do rebozo.

Temos a disposição infinitas possibilidades para se aplicar o rebozo. O profissional vai adaptá-lo às circunstâncias que necessita para obter o resultado esperado.

Uso do Rebozo na gravidez

Na gravidez, o rebozo pode ser utilizado sobre o abdômen para oferecer apoio ao ventre que se expande e também para auxiliar no relaxamento da região pélvica (músculos e ligamentos).

Ele também pode ser utilizado na gestação para massagem, oferecendo relaxamento à gestante e propiciando conforto, alívio das dores decorrentes da gestação e bem-estar.

Existem diversas modalidades de massagem utilizando o rebozo. Os movimentos e posições serão definidos de acordo com a finalidade a que se destina.

Uso do Rebozo no trabalho de parto

É comum a dor no trabalho de parto. Mas essa pode ser minimizada com o auxílio do rebozo. Ele pode ser utilizado nesse período para ajudar a mulher a lidar com as contrações, aliviando a sensação de dor.

Ele também pode ser utilizado para auxiliar no encaixe do bebê na pelve ou na rotação do bebê para facilitar sua descida até o canal de parto.

No trabalho de parto, ele vai ajudar a promover o relaxamento da pelve e do assoalho pélvico, relaxamento da parte inferior das costas e pode ser utilizado até para embalar o bebê dentro da barriga, posicionado de forma como se fosse uma rede para o bebê.

Também pode ser associado a outros métodos, como a bola suíça ou como um dos movimentos do Spinning Babies, que estimula movimentos específicos para maior mobilidade da pelve e liberação de músculos e ligamentos, e assim, minimizar os obstáculos que o bebê pode ter até o nascimento.

O profissional que utiliza o rebozo precisa realizar os movimentos com leveza, intensidade agradável e sempre verificar se esse movimentos  estão confortáveis para a gestante em cada momento que for aplicado.

Uso do Rebozo no pós-parto

Normalmente, os dias após o nascimento do bebê são bastante voltados aos cuidados frequentes que ele necessita. 

Assim, você pode ficar cansada com a nova rotina. O descanso, bastante importante para sua saúde, para a produção de leite e a consequente saúde do bebê são, muitas vezes, negligenciados.

O rebozo pode ser utilizado como uma massagem da cabeça aos pés no período pós parto, em posição deitada, para descanso e relaxamento da mãe.

Essa técnica também desempenha o papel de apoio no pós-parto de maneira simples e eficaz. Algumas técnicas podem ser utilizadas com o envolvimento do rebozo para ajudar no seu desligamento momentâneo das atividades intensas no pós-parto, dar uma sensação de amparo e revitalizar suas forças nesse período.

A massagem completa oferecida duas ou três semanas após o parto, é uma excelente forma de encerrar o período de resguardo, sendo capaz de oferecer uma sensação de tranquilidade e paz, tão necessárias nos primeiros dias da amamentação.

Ele também pode ser utilizado para acalmar o bebê e até para seu embalo, no formato de um sling, para carregar o bebê.

Pergunte sobre o Rebozo para sua equipe

Viu como o rebozo pode ser utilizado em várias situações?

Realmente é um instrumento milenar incrível para auxiliar as gestantes e mulheres em trabalho de parto a aliviar as dores, se alongarem, expandirem, além de oferecer conforto e acolhimento, inclusive no pós-parto. 

Esse é, com certeza, um item essencial na bolsa de uma parteira contemporânea, pois se trata de um recurso simples, natural e não invasivo para ajudar no seu parto, para que você possa se entregar completamente ao fluxo da natureza.

Gostou deste artigo?

Inscreva-se para receber nossos conteúdos por email. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

icone puro amor

Fale conosco

Preencha o formulário que logo entraremos em contato com você.